Article

lock Open Access lock Peer-Reviewed

4

Views

ARTIGO ORIGINAL

Nova metodologia para ensino e ensaio de técnicas operatórias em cirurgia cardíaca

José Carlos Silva de AndradeI

DOI: 10.1590/S0102-76381994000100001

RESUMO

Utilizando-se os equipamentos e reproduzindo-se as instalações de um centro operatório, simulam-se todas as condições para operações com circulação extracorpórea (CEC). Estas são realizadas num manequim que tem peças anatômicas humanas frescas fixadas em suporte especialmente desenvolvido e colocado dentro da sua cavidade torácica. Os procedimentos são gravados em vídeo e projetados em telão para o auditório, que mantém intercomunicação com a equipe cirúrgica. O sistema foi utilizado no XI Simpósio Internacional Unicór em julho de 1993, no 3º Congresso da SCICVESP em novembro de 1993 e no 21º Congresso Nacional de Cirurgia Cardíaca em março de 1994, com os seguintes procedimentos: Operação de Senning, Anastomose cavo-pulmonar, Operação de Jatene, Operação de Konno, Operação de Monaghian, Cardioplegia retrógrada, Ampliação do anel aórtico com retroplegia sanguínea normotérmica contínua, Ampliação simétrica do anel aórtico (Nova proposição técnica), Plastia da valva mitral, Substituição da valva mitral, Operação do labirinto, Desfibrilador implantável e Transplante cardíaco. O método, recebido com entusiasmo pela coletividade médico-cirúrgica, mostrou ser uma eficiente técnica de ensino e de ensaio de cirurgia cardíaca, permitindo: 1) perfeita reprodução de atos operatórios em ambientes coletivos; 2) excelente imagem dos procedimentos através da projeção de vídeo (telão); 3) melhora na capacidade de transmissão dos ensinamentos pela clareza do campo operatório e descontração da equipe cirúrgica; 4) interrupção da "operação", sem o risco das cirurgias habituais e à qualquer momento para esclarecimentos técnicos ou táticos; 5) formação de material didático de uso permanente (videoteca) de excelente qualidade; 6) realização das "operações" em cardiopatias congênitas ou adquiridas, através da criação de um arquivo de peças anatômicas congênitas ou adquiridas, congeladas; 7) antevisão da extensão desse procedimento a outras especialidades.

ABSTRACT

Utilizing equipment and conditions similar to the operating room we have reproduced all that it is necessary for simulating cardiac surgery with extracorporeal circulation. Surgeries are performed in a dummy who has a freshly fixed human anatomic piece firmly attached to a device specially developed and which is placed inside the thorax of the dummy. The procedures performed are videotaped and are also displayed simultaneously in a large screen situated in an auditorium with free communication with the surgical team. The system was utilized in July 1993 - XI Unicor International Symposium, and in November 1993 - 3rd SCICVESP Congress and in March 1994 - 21th Brazilian Congress of Cardiac Surgery with the following procedures being perfomed: Senning, Jatene, cavo-pulmonary anastomosis, Konno, Monaghian, mitral valve replacement, labyrinth surgery, retrograde cardioplegy, implantable defibrillator and orthotopic heart transplantation.The method was received enthusiastically by our colleagues and proved to be an efficient teaching technique as well as an excellent rehearsal tool due to its: 1) perfect reproducibility of the surgical conditions; 2) excellent image of the procedures as viewed in the large screen at the auditorium; 3) improvement in the way surgery is learned and taught due to the fact that the surgical field is clear cut and the surgical team is relaxed; 4) interruption of the surgical act without the complications that could develop during a "real" surgery; "surgery" can be interrupted at any time; 5) obtaining a video library with high quality definition images of different procedures; 6) we can foresee a frozen archive of hearts with congenital or acquired heart defects prepared to undergo surgical correction and 7) the future utilization of this technique in other surgical specialties.
Texto completo disponível apenas em PDF.


Agradecimentos

Ao Prof. Dr. Costabile Gallucci (in memorian), de quem em vida tive o privilégio de ser aluno, amigo, companheiro, "filho" e beneficiário de imensas lições de grandeza d'alma.

Ao Prof. Dr. Vicente Forte, de quem absorvi os primeiros ensinamentos em cirurgia torácica e cardiovascular e cujo entusiástico trabalho me prendeu à especialidade, pelo estímulo e apoio presentes, desde o início até os dias de hoje.

Ao Prof. Dr. Enio Buffolo, companheiro e amigo, do banco escolar à atividade profissional, pela amizade e convívio prolífico durante todos esses anos e pelo estímulo permanente para a realização deste trabalho.

Ao Prof. Dr. Boris Barone, amigo e companheiro (colega "veterano"), que me indicou e abriu o caminho da especialidade, pelo carinho e amizade fraterna.

Ao Prof. Dr. João Nelson R. Branco, ao Dr. Guido Caputti e à Srta. Maria Aparecida Stendardi da Costa, pela participação fundamental no preparo e montagem dos vários Laboratórios de Cirurgia.

Ao Prof. Dr. Sigmar Horst Cardoso e à Disciplina de Patologia Médica da E.P.M., pela sempre presente e imprescindível colaboração.

Aos Profs. Drs. Antonio Carlos C. Carvalho, Luciano Figueiredo Aguiar e Carlos Alberto Teles, companheiros de trabalho, pelo apoio e colaboração no desenvolvimento do projeto.

Aos amigos e companheiros da Disciplina de Cirurgia Cardiovascular, professores, pós-graduandos, residentes, enfermeiras, instrumentadoras, por todo o apoio e incentivo.

Aos funcionários do Hospital São Paulo, Hospital Unicór e da Cardiocir pelo apoio e auxílio na elaboração dos Laboratórios.

Aos "operadores" do Laboratório, pela habilidade, competência e didática, registradas na videoteca, que foram o fator de sucesso da metodologia: Domingos M. Braile, Marcelo B. Jatene, Francisco Gregori Júnior, Bayard Gontijo Filho, Miguel A. Maluf, Max Schaldach, José Wanderley Neto, Luiz Carlos Bento de Souza, Fábio B. Jatene, Décio S. Kormann, Pablo M. A, Pomerantzeff, Luiz A. Rivetti, Ricardo N. Sgarbieri, Jarbas J. Dinkhuysen, Paulo Paredes Paulista, Miguel Barbero Marcial, João Ricardo Santana, Luiz Eduardo Villaça Leão, Danton R. da Rocha Loures, Enio Buffolo e José Pedro da Silva.

Aos Profs. Dr. Neil Ferreira Novo e Dra. Iara Juliano, da Disciplina de Bioestatística do Departamento de Medicina Preventiva, pela prestimosa e imprescindível análise estatística deste trabalho e, muito mais, pela sempre pronta e dedicada atenção.

Ao Dr. Ruy Guilherme Rodrigues Cal, amigo solicito, a cujo conhecimento de Informática devo a materilização deste trabalho, pelo despreendimento, dedicação e competência demonstrados durante todo o preparo e edição do texto.

Ao Sr. Leopoldo Amaral Sales Filho, da Vídeo 33, pela qualidade profissional e pela dedicação amiga e prestimosa.

Aos Srs. Carlos Alberto de Assis e Sérgio Trevelin, da SC Produções, pela dedicação e pela valiosa documentação fotográfica.

À Srta. Eliane Rodrigues Junqueira, pelo trabalho dedicado durante a digitação do texto.

À Braile Biomédica, pela colaboração efetiva e entusiasta desde os passos iniciais do projeto.

À Ethicon - Divisão de Produtos Profissionais da Johnson & Johnson, através dos Srs. Mario Ferradoza e Ricardo Pereira, e das Sras. Suely Augusto, Fernanda Fernandes e Nanei Ferreira, pelos esforços e o indispensável apoio econômico para a realização do projeto e para a impressão desta publicação.

Aos cadáveres que anónima mas imprescindivelmente, cederam parte de seus corpos, o meu respeito e reconhecimento.

REFERÊNCIAS

1. CARREL, A. - On the experimental surgery of the thoracic aorta and the heart. Ann. Surg. 52: 83-95, 1910. [MedLine]

2. CONFORTI, V. L. P. & MAGALHÃES, H. P. - História da cirurgia. In: MAGALHÃES, H. P. Técnica cirúrgica e cirurgia experimental. São Paulo. Sarvier, 1983, p.1-4.

3. GOFFI, S. S. - Técnica cirúrgica: bases anatômicas, fisiopatológicas e técnicas da cirurgia. Rio de Janeiro. São Paulo, 1978, vol I:494 p.

4. GOLDENBERG, S. & BEVILACQUA, R. G. - Bases da cirurgia. São Paulo. E.P.U. Editorada U.S.P., 1981, 304 p.

5. LYONS, A. S. & PETRUCELLI, R. J. - Medicine: an illustrate history. New York, Harry N. Abrans Inc., 1978, 616 p.

6. MAGALHÃES, H.P. - Técnica cirúrgica e cirurgia experimental. São Paulo. Sarvier, 1983, 338 p.

7. SIEGEL, S. - Estatística no paramétrica. México, Trillas, 1975, 346 p.

8. OLIVEIRA, A.B. - A evolução da medicina até o inicio do século XX. São Paulo, Pioneira: Secretaria de Estado da Cultura, 1981, 434 p.

CCBY All scientific articles published at bjcvs.org are licensed under a Creative Commons license

Indexes

All rights reserved 2017 / © 2022 Brazilian Society of Cardiovascular Surgery DEVELOPMENT BY